Está sempre cansado? Evite esses “ladrões” de energia!

Tá sempre cansado?
Evite esses “ladrões” de energia!

Muitas vezes não percebemos que alguns hábitos de estilo de vida a princípio inofensivos, podem estar sugando nossa energia.

A verdade dói, mas o fato é que todos ficamos mais cansados a medida que envelhecemos. Nesse processo perdemos as mitocôndrias, nossos “motores” de energia e produzimos menos ATP, a molécula que fornece energia às células em todo o corpo.

Outros fatores como algumas doenças (depressão ou problemas cardíacos), ou o uso de determinados medicamentos também podem piorar essa sensação de cansaço.

Mas independente da sua idade, seus hábitos de vida podem ser os responsáveis ​​por parte de seu cansaço diário. E isso você pode e deve mudar!

Uma dieta pobre em nutrientes

Se você não fornecer o combustível correto ao seu corpo, ele nao será capaz de produzir energia, não terá as vitaminas e minerais necessários para essa produção e você se sentirá mais cansado.

Outro ponto interessante é que comer em excesso alimentos processados ​​pode aumentar a inflamação so seu corpo, o que também prejudica a produçao de energia.

Além do que se você está comendo muita comida ao mesmo tempo, isso pode causar picos de açúcar no sangue e levar à fadiga.

Uso frequente de bebidas açucaradas

Beber refrigerantes ou sucos com muito açúcar, levam a picos de açúcar no sangue e uma queda que causa o cansaço.

Beber pouca água, também pode fazer você se sentir cansado, assim como consumir muitas bebidas com cafeína ou álcool, este interrompe o sono noturno de boa qualidade.

Excesso de estresse

Quando estamos mais estressados aumentamos o nível de cortisol, que aumenta os procesos inflamatórios do corpo, com isso produzimos menos ATP, segundo o Dr. Marcelo Campos, médico de cuidados primários, Harvard, Boston.

Porém está comprovado que as técnicas de redução do estresse, estão associadas a níveis mais baixos de cortisol. Por exemplo, exercícios respiratórios, yoga, tai chi, meditaçao.

Apenas 10 minutos já é um bom começo.

Não praticar atividades físicas

A medida que envelhecemos perdemos massa muscular e com isso também temos menos mitocôndrias e menos energia.

Se você é sedentário, o problema fica um pouco pior, a falta de estímulo muscular, enfraquece os mesmos e enfraquecendo e faz com que eles usem energia de forma pouco produtiva.

A atividade física fortalece os músculos, os ajuda a se tornarem mais eficientes, além de aumentar a produção de substâncias químicas cerebrais produtoras de energia.

Não se deixe intimidar pela recomendação de 30 minutos por dia, pelo menos cinco dias por semana, de exercícios de intensidade moderada.

Os 30 minutos podem ser divididos em vários períodos mais curtos.

E você não precisa suar a camisa. “Qualquer exercício que você possa fazer ajudará”, segundo o Dr. Marcelo Como subir mais escadas, deixar o carro em um estacionamento mais longe, tudo vale desde que você se mexa!

Privação do sono

A falta de sono com qualidade também é um fator que diminue a produção de energia, tente dormir e acordar nos mesmos horários na maioria dos dias, mantenha seu quarto fresco, silencioso e sem estímulos como televisão e celular.

Isolamento Social

A falta de contato com outras pessoas está associada à depressão, e a depressão está ligada ao cansaço.

É muito importante estar em contato com outras pessoas interagindo e trocando experiências.

Provavelmente produzimos diferentes tipos de substâncias químicas no cérebro que nos tornam mais felizes e nos dão mais energia quando nos conectamos, afirma, o Dr. Marcelo.

Tente se reunir com outras pessoas pelo menos uma vez por semana, pode ser amigos, familiares, vizinhos ou novos conhecidos.

Mas se você percebe que esta falta de energia, vem acompanhada de dores de cabeça frequentes, dores musculares ou problemas digestivos vale a pena consultar seu médico!

Deixe seus comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.